Com 15 anos de Sotreq, mecânico coleciona experiência profissional e boas histórias

Com 15 anos de Sotreq, mecânico coleciona experiência profissional e boas histórias

Davi Perpétuo dos Santos lembra até hoje do primeiro equipamento Cat® que reformou e falou também sobre outras curiosidades de sua trajetória

 

Atualmente, é motivo de surpresa encontrar um colaborador que esteja na mesma empresa há muitos anos ou até décadas. Imagine, então, alguém com 15 anos de serviços prestados e que, se depender dele, outros 15 virão. Estamos falando de Davi Perpétuo dos Santos, Mecânico da Sotreq. Neste bate-papo descontraído, ele falou sobre a carreira, a rotina, um momento inesquecível e, claro, algumas curiosidades. Confira!

 

Há quanto tempo trabalha na Sotreq?

Davi Perpétuo dos Santos: trabalho na Sotreq há 15 anos e cinco meses. Estou na filial de Sumaré, no interior de São Paulo.

 

O que poderia dizer sobre esses anos de casa?

Davi: quando um colaborador passa muito tempo na mesma empresa, você acaba conhecendo todo mundo. Aprendi bastante, ensinei, além de fazer bons amigos.

 

Como é a sua rotina?

Davi: é um trabalho que requer muita atenção. Não podemos deixar nada passar em branco, pois depois o equipamento pode apresentar problemas e nossa função é corrigir ou evitar falhas, e não as criar.

 

Conte-nos uma boa lembrança.

Davi: quando meu supervisor passou o primeiro equipamento Cat® para fazermos uma reforma geral, era uma Motoniveladora Cat® 140H. Foi o primeiro trabalho sob minha responsabilidade e agradeço pela confiança. Inesquecível na minha vida profissional.

 

Soubemos que você, certa vez, passou por um caso engraçado no momento de entrar na empresa. O que houve?

Davi: verdade. Estava indo trabalhar em um sábado, em regime de hora extra. Quando cheguei ao portão de entrada da empresa, havia uma nova equipe de segurança e me questionaram: “Você é da Vinkins?”. E eu respondi: “Não, sou o Davi”. Depois de um tempo, achei que tinham anotado meu nome errado, me chamando de Davinkins.

 

E, afinal, qual era o problema?

Davi: eles falaram: “tudo bem, seu nome é Davi, mas você trabalha na empresa Vinkins?”. Aí eu entendi que estavam falando da empresa que prestava serviços de limpeza para a Sotreq, com a qual tínhamos um bom relacionamento, mas nunca tinha me atentado ao nome da empresa. Então, disse que era da área operacional da Sotreq e eles me liberaram. Rimos bastante da situação.

 

Deixe uma mensagem para o Grupo Sotreq.

Davi: quero agradecer por todos esses anos de Sotreq. São anos de muito aprendizado em que a empresa sempre me apoiou, além de me ajudar a crescer profissionalmente.